As dívidas atormentam milhares de brasileiros. Para lidar com problema é preciso acima de tudo estar bem informado. Confira alguns mitos e verdades sobre nome sujo.

Mitos e verdades sobre nome sujo

As dívidas atormentam milhares de brasileiros. Para lidar com problema é preciso acima de tudo estar bem informado. Por isso, confira alguns mitos e verdades sobre nome sujo:

Algumas informações importantes para quem está com o nome sujo

Seja por um mau planejamento financeiro ou por imprevistos como a perda do  emprego ou doenças, o fato é que o número de pessoas na lista de restrição ao crédito e com o nome sujo não era tão alto há muitos anos.

Muitas pessoas inda têm dúvidas ou desconhecem seus direitos, por isso, separamos alguns pontos interessantes a serem esclarecidos:

Se renegociar a dívida, seu nome continua sujo até quitar tudo?

Mito. Ao renegociar a dívida, seu nome é retirado da lista de negativados assim que a primeira parcela do acordo é liquidada. Se isso não ocorrer, o consumidor pode acionar a justiça e exigir que o nome seja retirado imediatamente.

Antes de o nome ir para o cadastro de restrição ao crédito é preciso que a pessoa seja notificada?

Verdade. A partir do primeiro dia de atraso na data de vencimento estipulada para o pagamento da dívida, o credor já pode acionar as empresas como o SPC e o Serasa.

A partir desse momento elas têm, por lei, que enviar uma carta informando que o consumidor possui o prazo máximo de dez dias corridos para quitar a divida ou iniciar a negociação. Apenas passado esse período e se não houver manifestação da parte devedora é que o consumidor pode passar a ter o nome sujo.

Com o nome sujo é mais difícil conseguir crédito?

Verdade. Mesmo com o nome sujo ainda é possível conseguir crédito, existem algumas instituições financeiras que não possuem restrição para negativados, mas é algo muito raro e não funciona para todos os estabelecimentos.

Com o nome sujo muitos bancos não possibilitam a abertura de contas ou a tomada de empréstimos e financiamentos, podendo inclusive suspender benefícios como solicitação de talões de cheque e a linha de crédito especial.

Mesmo para os locais que possibilitam a tomada de crédito, ter o nome negativado tende a reduzir muito o poder de negociação, oferecendo juros mais altos por considerar o risco associado consideravelmente maior.

A dívida expira após cinco anos?

Mito. A dívida não expira ou é perdoada e o que acontece é que após esse tempo o nome não pode constar mais nos bancos de dados das empresas de proteção ao crédito.

Além disso, após esse período a dívida prescreve, isto é, o credor perde o direito de entrar com ação judicial para o pagamento da mesma, mas isso não quer dizer que o devedor não possa ser cobrado de forma amigável e sem envolver a justiça.

É importante ressaltar que o período de cinco anos começa a contar a partir da data de vencimento da dívida e não a partir da data de inserção na lista de negativados, pois esse é um erro bastante comum.

Outro ponto importante a ser notado é que mesmo após o nome ser limpo em decorrência do tempo, isso não significa que o consumidor conseguirá acesso ao crédito de forma imediata.

Para a liberação do crédito um dos parâmetros utilizados pelos estabelecimentos como lojas e instituições financeiras é o Score. O Score nada mais é do que uma pontuação que avalia o risco de uma pessoa arcar ou não com suas dívidas e para seu calculo são consideradas uma série de fatores.

Assim, se você tem seu nome sujo o melhor a se fazer é procurar uma negociação que seja vantajosa para ambas as partes e colocar seu nome em dia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *