Milhares de brasileiros se encontram endividados e com restrição junto às empresas de proteção ao crédito. Saiba agora como limpar seu nome em 4 passos simples.

Como limpar o nome? Saiba 4 passos simples!

Milhares de brasileiros se encontram endividados e com restrição junto às empresas de proteção ao crédito. Isso é algo que pode gerar constrangimentos e dificultar a vida em muitos aspectos. Se você se encontra nessa situação, esse artigo é para você. Saiba agora como limpar seu nome em 4 passos simples.

Como fazer para limpar o nome?

Estar inadimplente e com nome negativado pode tornar muito mais difícil obter novas linhas de crédito, abrir contas em banco ou conseguir financiamentos e empréstimos. Além disso, pode ocasionar a suspensão da emissão de talões de cheque ou da disponibilidade do crédito especial.

Ainda que em alguns casos raros a linha de crédito venha a ser liberada é muito mais difícil para o consumidor com o nome sujo conseguir negociar melhores taxas de juros e condições de pagamento, já que o risco associado é considerado maior. Por isso, o ideal é tentar limpar o nome.

Saber exatamente a divida que consta em seu nome

Para limpar o nome o primeiro passo é saber exatamente qual divida pendente e que levou a inserção de seu nome no cadastro de negativados. A consulta pode ser feita pela internet e é necessário ter em mão o CPF e alguns dados básicos.

A consulta pode ainda ser realizada pessoalmente, bastando se dirigir a qualquer um dos diversos pontos de atendimento distribuídos pelo Brasil. É importante dizer que essa consulta pode ser realizada gratuitamente ou pode ser cobrada uma pequena taxa.

Realizar o pagamento ou negociação

O segundo passo para limpar o nome é procurar o credor para quitar a dívida ou para sinalizar o desejo de negociação. Se for optado o parcelamento é preciso que tudo seja estipulado com transparência.

Ao pagar a primeira parcela já é possível ter o nome limpo. Porém, se o consumidor não cumprir com o que foi estipulado e atrasar ou deixar de pagar em dia as parcelas, seu nome pode retornar ao sistema.

Conferir se o nome foi retirado do cadastro de negativados

Após seguir os dois passos anteriores o seu nome já estará limpo. É preciso, entretanto, verificar se ele será realmente retirado do sistema. Após o pagamento ou negociação as empresas têm geralmente cinco dias úteis para apresentar o recibo e retirar a dívida do CPF do cliente.

Fazer um planejamento financeiro

Existem muitos motivos que podem levar alguém a se endividar. A crise e o desemprego recentes, por exemplo, causaram impacto inesperado no orçamento de muitas famílias e acabaram tornando mais difícil fechar as contas no fim do mês.

Uma doença ou acidente inesperado também podem trazer despesas que não foram previstas e dificultar a vida financeira. Outras questões, porém, podem ser previsíveis e o planejamento é fundamental para evita-las.

É preciso fazer uma análise objetiva sobre seu orçamento: o quanto você ganha, o quanto gasta para as contas básicas e o quanto sobra ao mês. Assim, poderá ter maior clareza sobre o quanto pode gastar.

Não realize compras por impulso, procure sempre pagar a vista, analise bem os juros e opções antes de realizar qualquer negócio. Além disso, ter parcimônia com o cartão e evitar utilizar o crédito especial são medidas simples e que podem auxiliar as famílias a evitar o endividamento.

Realizar uma pequena reserva para o caso de emergências também pode ajudar aliviando o bolso em caso de gastos surpresas.

Após cinco anos a divida não pode constar mais nos cadastros de nenhuma das instituições de proteção de crédito e nem pode ser cobrada judicialmente pelo credor. Entretanto, esperar esse período pode acarretar em diversas consequências e o mais indicado é sempre procurar limpar o nome e negociar condições que sejam vantajosas para as duas partes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *